Esta é a minha resposta para esta pergunta no Music Stack Exchange (fiz um post anterior sobre ele). Eu acho este assunto muito legal e acabei escrevendo uma resposta bem completinha, relacionando com músicas de games. Segue aqui a tradução:

Como mudar drasticamente o “feeling” de uma música mantendo a melodia mais ou menos igual?

Isto é bem possível e é bastante usado, por exemplo, em jogos para sinalizar mudanças no humor ao mesmo tempo em que se passa a idéia original da música.

Tome como exemplo a trilha sonora do Final Fantasy VI (Final Fantasy III nos EUA). O tema principal da Terra – uma das protagonistas – é uma canção forte, porém melancólica, com ênfase numa linha melódica pegajosa. Esta melodia é explorada em vários momentos durante o jogo, como em Metamorphosis onde o clima é malvado e ameaçador ou em Awakening onde ele é pacífico e tranquilo.

A interpretação dada para os humores das músicas é a minha própria, mas eu acredito que nós vamos concordar na maioria dos casos. Afinal, o que faz essas músicas serem tão diferentes?

Percussão e Rítmo

As sessões rítmicas são extremamente diferentes em cada canção. Na primeira nós temos tambores fazendo uma “marcha”, na segunda temos uma batida de rock bem devagar e na terceira não temos nenhum tipo de percussão, apenas um ritmo arrastado e lento que é implicado pelos instrumentos, especialmente as cordas. Na minha opinião este aspecto é um dos mais definitivos no sentimento expresso pela música. Uma sessão mais “cheia” e animada faz uma canção se tornar mais feliz e energética, ao mesmo tempo que uma mais lenta restrita cria climas mais sombrios ou calmos.

Acompanhamento

Estas canções compartilham o mesmo tema, mas tem acompanhamentos muito diferentes. Na primeira são apenas alguns acordes “marchando” juntamente com o rítmo. A segunda é um trabalho bastante complexo, abusando da escala cromática para construir uma tensão que é liberada quando chega a linha melódica. Finalmente, a terceira usa as cordas e alguns arpegios para deixar as coisas calmas e abrir um pouco de espaço para a melodia. Eu não acredito que exista uma receita de bolo aqui, você vai ter que ouvir canções que expressam os sentimentos que você quer e prestar atenção em qual acompanhamento elas usam.

Instrumentos

Como você pode ver, cada canção usa um conjunto variado de instrumentos, isso é muito comum em jogos. Nesta área as coisas se tornam muitos subjetivas e até mesmo culturais, mas é óbvio que somente mudando os instrumentos já podemos mudar o clima da música. Novamente, eu recomendo a experimentação e o estudo de diferentes composições que expressam os sentimentos que você busca.

Modos

Eu não posso apontar exatamente onde isso é usado nestas três músicas, porque eu não as transcrevi nem olhei suas partituras, mas explorar os modos das escalas pode ser usado para expressar sentimentos diferentes. Ao simplesmente deslocar as notas que são tocadas para outra parte da escala você efetivamente dá ao ouvinte a sensação de que algo mudou, mesmo que ele ache que a melodia é basicamente a mesma. As pessoas tendem a considerar Éolico como triste, Jônico como alegre, Lócrio como malvado e assim por diante … mais uma vez, subjetividade entra em jogo. Você terá que estudar os modos e as músicas que usam variações deles para achar os sentimentos que você procura. Uma sugestão para estudo são estas duas canções do jogo Super Mario World: Overworld e Castle. O tema é compartilhado, porém as notas e os “feelings” são diferentes.

Para finalizar. Não existe um conjunto bem definido de regras para fazer este tipo de transformação em músicas. Você terá que ouvir, emular, entender e estudar várias canções. Entretanto o mais importante de tudo é seguir o seu “feeling” como um compositor e não ter medo de inovar, quebrar as “regras” e conseguir o resultado desejado.

Bônus

Eu não coloquei isto na resposta, mas outro ótimo exemplo desse tipo de transformação (e que inclusive me deixou emocionado quando eu ouvi) é o arranjo da Saria’s Song, originalmente do Zelda: Ocarina of Time, que é tocado no Zelda: Twilight Princess.

Na minha opinião, o compositor conseguiu transformar uma das canções mais alegres e festivas de todos tempos em algo bem melancólico e apropriado com a parte do jogo em que é usada, uma Lost Woods mais obscura e assustadora. Um trabalho de mestre!

Original

Arranjo

https://www.youtube.com/watch?v=ctdHjXSAaBE

Você provavelmente curtirá: