Existe alguma coisa de mágico e bizarro que acontece na mente daquele que deseja criar. Colocar juntas as palavras para formar um texto ou combinar os acordes para formar a canção ou sequenciar as notas para formar a melodia… qualquer uma destas atividades é constante na mente inquieta do artista.

Entretanto nem todas as idéias da mente criativa conseguem escapar de sua prisão. O passo intermediário entre a imaginação, a concepção e a prática de cada uma delas (sim um passo intermediário entre três coisas, vai saber…) é a parte mais difícil de todas. Muitas idéias que eu já vi surgirem totalmente formadas e lindas na minha cabeça não sobreviveram a essa etapa. Parece que o ato de tentar transcrevê-las para outra mídia que não o mundo abstrato onde vivem é suficiente para matá-las…

… e é isto, um estranho misto de frustração, poesia e pseudo-ciência que eu chamo de criatividade quântica.

Este post em forma de tirinha. Inclusive deêm uma olhada neste site, muito bom!

Você provavelmente curtirá: