Título Alternativo: Crônicas da Quase Morte de um Disco Rígido

Semana passada eu caguei tijolos e fiz um backup de todos os meus arquivos. Eu tenho no meu desktop um HD de 320GB onde estão os sistemas operacionais e um outro com 1TB onde guardo os dados em uma partição e um backup na outra (o que já não é um sistema muito seguro), mas o fato é que já faz mais de um ano que eu armei todo este esquema e eu comecei a ficar preguiçoso. Aos poucos eu comecei a deixar dados importantes no laptop, dados importantes espalhados pelo HD de 320gb, dados importantes… sem backup.

Bom o que aconteceu? Um dia o computador não quis mais dar boot… aparentemente ele não conseguia ler nenhum dado do HD de 320gb que já tem uns 3 anos de vida. Esperando pelo melhor eu usei um live CD para dar boot e percebi que o HD ainda vivia e os dados também. A tentativa de pegar de volta os arquivos foi frustrada pela falta de cooperação do HD, todas as tentativas de leitura falhavam e deixavam o computador extremamente lento, uma inspeção mais cuidadosa acusava diversos erros de I/O. Já meio desesperado, eu abri o gabinete pra dar uma olhada. Dei uma mexida nos cabos e surpreendentemente o HD voltou a funcionar quando reiniciei o computador.

O que devemos aprender com isso?

Já é a segunda vez que eu passo por uma experiência de quase morte do HD e eu devo dizer, não é legal. Eu sou um cara muito nostálgico e organizadinho com meus arquivos. Mesmo eu sabendo que a maioria dos meus dados importantes estava guardada e relativamente segura na partição de backup, eu não pude deixar de gelar sabendo que ia perder coisas que eu guardei, programei, escrevi e deixei jogado naquele HD. Acho que vocês também não iam curtir.

Caso não fossem esses duendes que bagunçaram os cabos do meu HD e fizerem ele falhar “de mentirinha” eu teria perdido esses ou outros dados mais cedo ou mais tarde. De repente essa podia ser uma feature dos novos discos rígidos (ou qualquer dispositivo de armazenamento): de tempos em tempos ele finge que estraga só para ver so o usuário está em dia com os backups.

Em suma: faça seus backups. Se eu pudesse te dar algumas dicas elas seriam:

Junto com fotos de pessoas tristes porque perderam seus dados.

Guarde os dados em partições ou HDs diferentes do que os programas

Usuários de longa data do Windows sabem disso. Deixar seus dados jogados no drive C: é uma receita para desastres, mais cedo ou mais tarde você vai ter que dar aquela formatada forçada e daí vish … não precisou nem que o HD falhasse para você perder todos seus dados. Usuários de Linux como eu podem guardar o diretório home, onde geralmente se guarda a maioria dos dados, em outra partição. Isso pode ser feito facilmente movendo os arquivos para outra partição e criando um link simbólico para onde eles estavam originalmente.

HDs são baratos, dados são inestimáveis

Não tenha medo de gastar com HDs novos para guardar seus dados. Os preços estão ridiculamente baixos até mesmo para HDs grandes como 500GB ou 1TB.

Saiba suas prioridades

Decida quais são os arquivos mais importantes para você. Para mim são fotos de família e amigos, trabalhos de faculdade e criações intelectuais (músicas, textos, código, etc…) seguidos de longe por jogos, mp3, vídeos. Tenha suas prioridades no cuidado e nos backups. Aqueles 20gb de mp3 que você tem parecem super importantes agora, mas você provavelmente vai conseguir baixar eles de novo (contanto que o governo dos EUA pare de dar uma de cuzão).

Não confie em CDs e DVDs para backups

Sério, não é uma boa idéia… são mídias totalmente não confiáveis e qualquer tipo de arranhãozinho pode te sacanear. Tem também o clássico problema de fazer aquele backup da sua vida e descobrir que a sua mãe jogou tudo no lixo quando limpou seu quarto.

Aprenda a usar serviços de backup na nuvem

Coisas como o Dropbox, GoogleDocs, MediaFire podem ser muito úteis para guardar seus arquivos, principalmente os de menor prioridade como trabalhos de faculdade ou fotos da festa de ontém. No entanto saiba as limitações deles e tome cuidado com o que você mete lá. Não confie totalmente na segurança dos seus dados ali, veja o que aconteceu com o Megaupload. O Dropbox é especialmente legal porque ele não só faz backups de uma pasta dentro do seu computador como replica esses dados em qualquer outro computador em que você configure a sua conta, aumentando em muito as suas chances de recuperar o arquivo em caso de desastre.

Peça ajuda

Caso você ache tudo que foi dito anteriormente confuso e não saiba como fazer um backup dos seus dados, peça a ajuda de um amigo mais versado nas artes tecnológicas, pelo menos para começar. Alguns dos passos descritos aqui são super simples mas podem te salvar de uma vida de arrependimentos.

E vocês tem alguma outra dica para dar? Conhecem alguma história triste de morte de discos rígidos? Compartilhem.

Você provavelmente curtirá: